Professora americana é a primeira mulher a vencer o Prêmio Abel

Karen Keskulla Uhlenbeck, professora emérita da Universidade do Texas em Austin, nos Estados Unidos é a primeira mulher a receber o prêmio Abel, uma das maiores honrarias matemáticas do mundo. Este prêmio cujo valor em dinheiro fica em torno de 750.000 euros, foi estabelecido em 2012 pela Academia de Ciências e Letras da Noruega para premiar cientistas cujo trabalho científico no campo da matemática seja marcante.

O trabalho de Uhlenbeck foi descrito na ocasião do prêmio como pioneiro nas áreas de Análise Geométrica, uma mistura de técnicas de equações diferenciais parciais e geometria Riemanniana, da Teoria de Gauge, uma classe de teorias físicas que lidam com transformações de simetrias locais, e na área de Sistemas Integráveis, em que demonstrou a existência de integrais involutivas algébricas para o problema do fluxo geodésico. Seu trabalho trouxe grande impacto para as áreas de análise, geometria e física matemática, influenciando os trabalhos de numerosos matemáticos e físicos, dentre eles o geômetra brasileiro Fernando Codá Marques, vencedor de diversos prêmios e um dos matemáticos cotados para receber a medalha Fields em 2018.

Karen que sempre combateu o preconceito contra mulheres no meio acadêmico, tendo chegado a ouvir que as universidades americanas “não contratavam mulheres, porque elas deveriam estar em casa para ter bebês”, hoje entende que é um modelo para as jovens matemáticas, e afirma que o que “realmente tem a fazer é mostrar aos estudantes que uma pessoa imperfeita pode obter sucesso. Todo mundo sabe que se uma pessoa é inteligente, divertida, bonita ou bem vestida obterá êxito. Mas também é possível alcançar o sucesso com todas as suas imperfeições. Eu precisei muito tempo para me dar conta disso.” (Journeys of Women in Science and Engineering, No Universal Constants – Temple University Press, 1997).

 

Os vencedores do Prêmio Abel 2003-2019

2019: Karen Keskulla Uhlenbeck
2018:
 Robert Langlands
2017: Yves Meyer
2016: Sir Andrew J. Wiles
2015: John F. Nash Jr. e Louis Nirenberg
2014: Yakov G. Sinai
2013: Pierre Deligne
2012: Endre Szemerédi
2011: John Milnor
2010: John Torrence Tate
2009: Mikhail Leonidovich Gromov
2008: John Griggs Thompson e Jacques Tits
2007: Srinivasa S. R. Varadhan
2006: Lennart Carleson
2005: Peter D. Lax
2004: Sir Michael Francis Atiyah e Isadore M. Singer
2003: Jean-Pierre Serre

 

Anúncio do prêmio

 

Palestra da Professora Uhlenbeck em 2016, celebrando as contribuições da matemática Emmy Noether.

 

 

 

fontes:

site pessoal da Uhlenbeck

reportagem do El País

site do Prêmio Abel

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *