Será balbúrdia mesmo?!… Eis a questão!

Na última sexta-feira (10/05), alunos da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) realizaram um protesto diferente contra os cortes de verbas anunciado pelo governo às instituições de ensino federais. Intitulado “É balbúrdia mesmo?”, o movimento nasceu por iniciativa dos alunos do curso de Matemática da UNIRIO, que se sentiram incomodados após declaração do ministro da Educação, Abraham Weintraub, na qual justificava o corte de recursos de universidades que estiverem fazendo o que ele definiu como “balbúrdia”. Desta forma organizaram-se e levaram para a rua um pouco do que é realizado dentro da universidade.

Os alunos apresentaram na Praça Nelson Mandela, em frente ao metrô de Botafogo, para as pessoas que passavam pelo local, uma amostra das pesquisas realizadas no âmbito do curso de Formação de Professores de Matemática, ofereceram aulas de reforço de graça e apresentaram atividades com materiais lúdicos. Nas palavras de Cassiano Amorim, um dos idealizadores do movimento e aluno da UNIRIO, muitas crianças e adolescentes que apareceram ao local para tirar dúvidas referentes ao conteúdo escolar, depois retornavam com os pais, que buscavam entender sobre o corte das verbas. O movimento contou com o apoio de muitas pessoas que passaram pelo local e até mesmo daqueles que apoiam o governo, mas não concordam com os cortes. Para Nelma Máximo, autônoma, a iniciativa é muito importante para que haja uma conscientização popular em relação ao ensino público no país.

O movimento contou também com alunos de outros cursos da UNIRIO e até de outras instituições, como a UFF e a UERJ, além do apoio do coletivo Questão Social em Foto.

Ainda segundo Cassiano Amorim, um segundo ato já está sendo planejado, o qual almejam ser ainda maior, mobilizando mais pessoas e unindo-se a mais instituições. O movimento será itinerante, levando para “fora dos muros da universidade” a produção científica, com o objetivo de aproximar cada vez mais a população do meio acadêmico.

(Texto de Elissandra Paiva Alexandre, Foto de Rodrigo Carvalho)

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *